Brasão do município

Conforme a Lei nº 06, de 26/02/87, Capítulo II, Artigo 19º, o Brasão de Armas do Município de Italva, idealizado pelo heraldista e vexilólogo, Dr. Lauro Ribeiro Escobar, assim se descreve: Escudo ibérico, de blau, com uma águia estendida, acostada de duas estrelas e encimada de três flor de liz, postas em chefe, tudo de prata e contrachefe deste, carregado de uma faixeta ondada no campo. O escudo é encimado de coroa mural de prata, de oito torres, suas portas abertas de sable e tem como suportes, feixes de arroz, folhados e produzindo, ao natural, listel de blau, com o topônimo “ITALVA” entre os milésimos “1891” e “1986”, de prata.

O Brasão de Armas tem a seguinte interpretação:

  1. O escudo ibérico era usado em Portugal à época do descobrimento do Brasil e sua adoção evoca os primeiros colonizadores e desbravadores da nossa Pátria.

  2. A cor blau (azul) do campo do escudo, é emblema heráldico de justiça, formosura, doçura, nobreza, firmeza incorruptível, dignidade, zelo e lealdade, a salientar as belezas naturais da região e as virtudes de administradores e munícipes.

  3. A águia estendida (com as asas abertas) é indicativa de poder, prosperidade, altos desígnios, grandes empreendimentos e vitória, objetivo de administradores e munícipes de vencer todos os obstáculos que se antepuzerem ao desenvolvimento do Município.

  4. As estrelas representam luz nas trevas da noite, guia seguro, aspiração a coisas superiores e ações sublimes, luminoso futuro, completando o simbolismo da águia e augurando, sob a firme condução dos administradores, um futuro luminoso e próspero para o Município.

  5. A flor de liz é o atributo de Nossa Senhora lembrando a Santíssima Padroeira de Italva, Nossa Senhora da Conceição.

  6. O contrachefe (parte inferior do escudo) de prata, evoca as riquezas do solo e do sub-solo do Município, fértil e abundante em mármore e calcário. O metal prata, tem o significado heráldico de felicidade, pureza, temperança, verdade, franqueza, integridade e amizade.

  7. A faixeta ondada é emblema dos cursos de água aludindo o Rio Muriaé, que banha as terras de Italva.

  8. A coroa mural é o símbolo da emancipação, e, de prata, de oito torres, das quais unicamente cinco estarão aparentes, constitui a reservada às cidades. As portas abertas de sable (preto), proclamam o caráter hospitaleiro do povo de Italva.

  9. Os feixes de arroz, produzindo, atestam a fertilidade das terras generosas de Italva, de que constitui o arroz importante produto, apontando as lides do campo como fator de destaque na economia municipal.

  10. No Listel, o topônimo "ITALVA" identifica o Município e os milésimos “1891” e “1986”, respectivamente o ano da fundação do povoado e o da emancipação política.