Assinatura do pacto para a mitigação das cheias dos rios Pomba e Muriaé.

O Exmo. Sr. Prefeito do Município de Italva Leonardo de Souza Guimarães e o Exmo. Sr. Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão assinaram nesta quinta-feira dia 05/06/2014, o pacto para a mitigação das cheias dos rios Pomba e Muriaé, localizados no Norte e Noroeste fluminense. As obras começam em julho próximo e irão atender cerca de 200 mil moradores e trabalhadores dos municípios de Italva, Laje de Muriaé, Santo Antônio de Pádua, Cardoso Moreira e Itaperuna.
As intervenções, que receberão investimentos de aproximadamente R$ 653 milhões, com recursos do Governo do Estado do Rio de Janeiro, abrangem a construção de duas barragens e dois extravasores, além de obras de derrocamento (retirada de pedras) e de desassoreamento (retirada de areia, lama), drenagem e urbanização.

Serão construídas duas barragens para o controle de cheias e dois extravasores no Rio Muriaé, antes das cidades de Laje do Muriaé e de Itaperuna. Também serão executadas obras de derrocamento e desassoreamento, drenagem e urbanização ao longo do leito dos rios Muriaé e Pomba dentro dos limites urbanos.
As barragens e os extravasores têm por finalidade desviar, em momentos de fortes chuvas, as águas excedentes do Rio Muriaé – que corta as cidades de Laje do Muriaé, Italva, Cardoso Moreira e Itaperuna – para fora dos seus limites urbanos. As águas excedentes serão desviadas para um canal, retornando para o leito do rio em trecho após as cidades.
De acordo com o planejamento estadual os moradores de Italva, Cardoso Moreira e Santo Antônio de Pádua começarão a sentir os efeitos das intervenções já no verão 2015.
As cheias do rio Muriaé atingem as cidades de Laje do Muriaé, Italva, Cardoso Moreira e Itaperuna e as do rio Pomba a cidade de Santo Antônio de Pádua.

Compartilhar no Facebook